Televisão: Do Tubo ao 8K
Fale conosco (86) 98825-6602

Televisão: Do Tubo ao 8K

Nesse sétimo episódio da saga sobre A Evolução dos Meios de Comunicação, vamos falar sobre o surgimento da televisão.


Por: Matheus Lima

A criação do aparelho de televisão é fruto da combinação de vários inventos que possibilitaram a recepção de um sinal elétrico e sua transformação em imagens.

Oficialmente, a primeira demonstração do aparelho ocorreu em 1926, quando o escocês John Logie Baird apresentou a televisão mecânica aos cientistas da Academia Britânica.

Por outro lado, nos Estados Unidos, Philo Taylor Farnsworth, em 1927, fez uma demonstração de um artefato que transmitia imagens através de raios catódicos.

História da Televisão

Assim como a fotografia e o cinema, a televisão é resultado de vários inventos que, unidos entre si, resultaram no televisor.

O surgimento do rádio, do telefone e da eletricidade, despertou a vontade de cientistas e curiosos de fazer uma máquina capaz de transmitir imagens através de ondas sonoras.

Vejamos alguns desses pioneiros.

John Logie Baird (1888-1946)

O engenheiro escocês John Logie Baird (1888-1946) foi um dos primeiros a se perguntar como seria possível transmitir imagens através das ondas do rádio.

Após intenso trabalho, Baird realizou uma demonstração do aparelho, em 1926, para cientistas da Academia Britânica, em Londres.

John Logie Baird

John Logie Baird posa ao lado de seu invento "The Baird Television", em 1926

Seu modelo de televisão mecânica foi adotado pela BBC e tornou-se um dos primeiros a ser utilizado. Igualmente, conseguiu realizar uma transmissão a cores.

Em 1937, porém, a BBC resolve trocar o sistema e passa a usar a tecnologia desenvolvida pela empresa Marconi-EMI. Essa decisão deixaria Baird muito abalado, o que explica seu esquecimento na história da televisão.

Philo Taylor Farnsworth (1906-1971)

O americano Philo Taylor Farnsworth aproveitou as pesquisas e a criação do tubo de raios catódicos para obter a transmissão de imagens por via eletrônica.

Philo Taylor Farnsworth

Philo Farnsworth apresenta seu aparelho televisor e segura nas mãos o tubo de raios catódicos

Sua invenção seria testada com êxito em 1927 e Farnsworth mostraria seu funcionamento ao longo da década de 30 em feiras científicas.

Após desentendimentos com grandes empresas do setor como a RCA e a Philco, fundaria sua própria companhia de televisores e rádios de 1938 a 1951.

Ernst Alexanderson (1878-1975)

Seguindo os passos da televisão mecânica, o engenheiro sueco Ernst Alexanderson, no entanto, se afastaria do modelo, ao julgá-lo pouco prático. Assim, continua sua pesquisa e consegue provar a transmissão de imagens sem a necessidade de cabos.

Ernst Alexanderson

Ernst Alexanderson (esq.) com seu projetor no dia da primeira apresentação pública da televisão

Alexanderson fez a primeira demonstração pública de sua televisão no Proctors Theater, em Nova York, no dia 13 de janeiro de 1928. Esta TV tinha uma resolução de 24 linhas. Só para comparar, atualmente uma TV UHD tem 2160 linhas de resolução.

Outros cientistas que também contribuíram para o invento da televisão foram:

  • o engenheiro russo Vladimir Zworykin (1888-1982);
  • o engenheiro alemão Klaus Landsberg (1916-1956);
  • o inventor polonês Paul Julius Gottlieb Nipkow (1860-1940);
  • o engenheiro francês Maurice Leblanc (1857-1923).


Popularização da Televisão

Durante alguns anos, a televisão foi considerada a companheira de poucos, visto que somente famílias ricas podiam comprar o caríssimo objeto. Um exemplo é o Reino Unido, onde apenas 3.000 pessoas possuíam televisão na década de 30.

Em 1934, a empresa alemã Telefuken começa a fabricar os primeiros aparelhos com tubo de raios catódicos. Dois anos depois, as Olimpíadas de Berlim seriam transmitidas pela televisão.

A Segunda Guerra Mundial paralisou a pesquisa e a produção de televisores. Somente ao fim do conflito, ocorre o barateamento do aparelho e o surgimento de mais canais transmissores.

Assim, praticamente, todas as classes sociais passaram a ter acesso à televisão e hoje em dia, a maioria das casas possui, no mínimo, um televisor.

A Televisão como Meio de Comunicação

A televisão tornou-se um eficiente meio de transmissão de informações, com telejornais, mas também de programas de entretenimento, tais quais os programas de auditório, infantis, novelas, dentre outros.

Além de transmitir notícias e distrair o público, a TV apresenta um grande número de publicidade, pois esta é a principal fonte de financiamento da televisão o que leva o espectador ao consumo desenfreado.

Já os programas alienantes, bombardeiam o telespectador com informações de menor importância. Isso tudo porque a finalidade maior é obter o lucro e altos índices de audiência.

Note que ela atua como um formador de opinião, ditando comportamentos, interesses políticos, econômicos, etc. Por esse viés, a televisão além de transmitir informações, transmite ideias e ideais.

 

Do tubo à tela plana: como evoluiu a TV dos anos 50 até hoje…

1950: TV tubo entra na casa do cidadão médio dos EUA

Apesar de a tecnologia de transmissão de sinais audiovisuais ser estudada desde o século 19, e de sinais de TV existirem desde os anos 1930, a TV só se popularizou no pós-Segunda Guerra. Nesta época, os televisores captavam os sinais de transmissão por antenas, reproduzindo-os para a tela via um tubo de raios catódico. Como dá para ver na imagem acima, as imagens eram em preto e branco, com um granulado significativo. Foi nesta era que surgiram programas como "Além da Imaginação" e "I Love Lucy", além do "The Honeymooners" (foto), que ainda serve como base para muitas sitcomsfamily.

1960: Primeiras imagens coloridas não eram vistas

Foi nessa época que surgiram as primeira imagens coloridas, mas como os aparelhos que podiam transmitir cores eram extremamente caros, a maioria do público manteve suas TVs em preto e branco. Em 1964, por exemplo, a icônica apresentação dos Beatles no "The Ed Sullivan Show" foi vista em preto e branco.

... até que a TV a cores ficou barata

No fim da década, a TV a cores barateou e começou a chegar para mais pessoas, especialmente em países como os Estados Unidos. Como dá para ver na imagem acima, a série original de "Star Trek" tinha cores -- bem pouco vibrantes comparada às imagens de hoje em dia.

1970: Copa do Mundo colorida

A Copa do Mundo de 1970 é memorável não só pelo tricampeonato do Brasil, mas também porque consolidou a TV a cores. Foi o primeiro grande evento mundial a ser visto desta forma. Mesmo assim, a transição demorou mais alguns anos --particularmente em países mais pobres, como o Brasil--, mas nos anos 1980 e 1990 as TVs em preto e branco haviam praticamente desaparecido.

2000: surgem as TVs de tela plana

O próximo grande salto tecnológico envolvendo a TV demorou décadas para acontecer. Em meados dos anos 1980, empresas japonesas começaram a adotar o sinal digital no lugar do analógico para conseguir transmitir uma quantidade de dados significativamente maior. Foram décadas de desenvolvimento, até que as TVs de tela plana --com versões em plasma e LCD-- ganhassem as lojas, trazendo imagens mais vívidas. Antes, o sistema de escaneamento progressivo aparecia apenas em monitores de computador.

LCD e LED vencem a batalha

Apesar de ter uma qualidade de imagem melhor que as telas de LCD, as TVs de plasma perderam espaço no mercado, porque os primeiros aparelhos apresentaram problemas. Com a chegada dos televisores de LED, a diferença na qualidade da imagem diminuiu significativamente.

O agora: OLED e 4K

Atualmente, a tendência é a popularização das telas OLED --que, ao contrário do LCD e LED, não requer uma iluminação traseira -- e das TVs com tela em resolução 4K. Essas duas configurações garantem mais contraste, brilho e melhor reprodução de preto e cores escuras. A qualidade da imagem é, teoricamente, quatro vezes melhor que imagens em Full HD.

O futuro: o 8K e a "Internet das Coisas"

Fabricantes como a Samsung e a LG já planejam os próximos passos para o futuro do mercado de televisores, com telas Micro LED e a novas funcionalidades. Na CES 2018, a maior feira de eletrônicos do mundo, nos foi apresentada a TV OLED de 88 polegadas com 8K de resolução, ou seja, Ultra Full HD. 

Mas a principal tendência no mercado de eletrônicos atualmente é a famosa IoT (Internet of Things) ou Internet das Coisas, uma tecnologia que integra os eletrônicos da casa de modo que os aparelhos sejam cada vez mais simples e intuitivos na sua utilização. E as TVs passam a ser a principal interface de conexão.


Leia mais:

Capítulo 1:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/eventos/comunicacao-o-inicio-de-tudo-368.html

Capítulo 2:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/eventos/pombos-correios-os-mensageiros-do-ar-369.html

Capítulo 3:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/dicas/jornal-impresso-de-julio-cesar-a-gutenberg-372.html

Capítulo 4:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/eventos/telegrafo-criador-e-criatura-373.html

Capítulo 5:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/eventos/telefone-de-graham-bell-a-steve-jobs-374.html

Capítulo 6:  https://www.escolacomradio.com.br/blog/eventos/radio-do-offline-ao-online-378.html

 

Dê sua opinião:


Veja também:

Cuidados com a voz foi assunto do Mais Comradio

Cuidados com a voz foi assunto do Mais Comradio

Filmes que os protagonistas são jornalistas

Filmes que os protagonistas são jornalistas

PARABÉNS: Relação de Alunos aptos a Colar Grau - Turmas 2018/2

PARABÉNS: Relação de Alunos aptos a Colar Grau - Turmas 2018/2