"Aprendemos as estratégias para a produção de texto para o rádio", diz Antônio Luiz
Fale conosco (86) 99495-8096

"Aprendemos as estratégias para a produção de texto para o rádio", diz Antônio Luiz

Aula de Linguagem para o Rádio foi ministrada pelo professor Michel ... Do Módulo II - Fazendo e Aprendendo Rádio


“Um alô especial para nosso ouvinte, que nos acompanha e sempre está ligado em nossa programação”. Quem nunca ouviu essa frase? A linguagem do Rádio é um diálogo que aproxima os ouvintes dos locutores. E com a finalidade de conhecer e aprender como se faz um texto para Rádio, aconteceu a aula de Linguagem para o Rádio - Texto nos dias 30 de outubro a 01 de novembro na Escola Comradio.

Professor Michel Renann

Professor Michel foi quem ministrou a aula, para ele o intuito  é qualificar os alunos. “Linguagem para rádio tem o objetivo de capacitar os alunos para os mesmo possam fazer o texto no rádio desde a produção até a idealizar e fazer uma pauta passando pelo texto Off do repórter até o texto apresentador”, disse.

Alunos na aula de Linguagem para o Rádio. 

Antônio Luiz, em 2013 iniciou o curso de Rádio e Tv na Escola, mas não concluiu. Este ano Antônio Luiz decidiu retornar e está dando continuidade. “O curso de Rádio e TV hoje está mais atualizado, dinâmico e didático”, frisou.

O aluno já tem 10 anos de experiência no rádio, mas para ele na aula os conhecimentos foram aprimorados. “ De certa forma tudo que vi na aula é novidade. Aprendemos as estratégias para a produção de texto para o rádio, de como se deve de fato ser produzido”, ressaltou o aluno.

Linguagem para o Rádio - Texto, faz parte do Módulo II - Fazendo e Aprendendo Rádio do curso de Rádio e TV da Escola Comradio.   

Por: Gustavo Marques 

Dê sua opinião:


Veja também:

Projeto Mulheres de Visão participará do RECONECTA 2020

Projeto Mulheres de Visão participará do RECONECTA 2020

Fact checking é tendência profissional para 2021

Fact checking é tendência profissional para 2021

Mulheres são vítimas de deepfake pornográficas

Mulheres são vítimas de deepfake pornográficas